Movimento Slow Beauty


Não dá pra negar que a vida moderna nos mantém num ritmo acelerado. Estamos sempre produzindo, criando, analisando, consumindo. Pouco tempo dedicamos a sentir, desfrutar e aproveitar o momento presente, mas o movimento Slow (devagar, em português) vem nos propor um novo olhar para essa nossa rotina, que hoje tão comumente nós referimos como "correria".

A proposta do Slow é desacelerar, como o próprio nome já diz. Mas vai além, também é sobre ter consciência, principalmente do que estamos consumindo. 


Esse movimento iniciou-se nos anos 80 na Itália em relação aos hábitos alimentares, contra o aumento significativo do consumo de fast food e incentivando uma alimentação mais saudável, natural e de origem local. Expandiu-se para outras áreas e se tornou um estilo de vida.

O movimento Slow é simplificar a vida, ter tempo para se fazer o que se gosta, fazer escolhas mais saudáveis, escolhas sustentáveis, que fazem bem pra gente e pro nosso planeta. Por isso amo o movimento Slow, em especial a sua vertente relacionada a beleza - o Slow Beauty - que tudo tem haver com a Rituais do Bem. Vou te contar por quê. 


O Slow Beauty surgiu nos Estados Unidos, mas está sendo cada vez mais aceita aqui no Brasil. Ela nos alerta sobre a quantidade de produtos que consumimos diariamente para cuidar da nossa beleza, sobre todas as substâncias químicas que são absorvidas pelo nosso organismo todos os dias. Lembre-se que a pele é maior órgão do corpo

A natureza nos oferece tudo o que precisamos para obter equilíbrio, nutrição, proteção e bem-estar, não há necessidade de consumir produtos cheios de ingredientes sintéticos, que agridem nossa pele e prejudicam nossa saúde. Os produtos naturais, cuidadosamente elaborados, são muito eficazes e garantem todo cuidado que precisamos.  RITUAIS DO BEM 

Propondo o resgate do auto-cuidado, incentivando a conexão com a nossa beleza, nossos sinais, nossas histórias e escolhas. Hoje temos acesso a diversos produtos de origem orgânica, que são produzidas por comunidades locais, de forma justa e sustentável, utilizando o que temos de melhor em nossa biodiversidade. 

O Slow Beauty nada tem haver em desleixo, e sim em assumirmos o cuidado da nossa beleza de forma integral. Cuidando do corpo e da mente e também do nosso planeta. 

E você já é adepta ao movimento Slow?

Nenhum comentário